Como criar o modelo de briefing perfeito para seu conteúdo

Modelo de Briefing de Marketing de Conteúdo | Content Hackers

 

Você conhece a frase “50% de alguma coisa é melhor que 100% de nada”? Sinto lhe informar, mas ela não se aplica quando o assunto é seu modelo de briefing no marketing de conteúdo. Nesse caso, um briefing incompleto é tão quanto a falta de instruções na hora de produzir um material ou publicar um conteúdo.

 

A etapa de elaboração do briefing é necessária para o bom funcionamento de uma estratégia de marketing de conteúdo. É ele quem guia o profissional na produção de blog posts, ebooks, roteiros de vídeos, guias, whitepapers, releases e outros materiais tão importantes para geração de leads e relacionamento com clientes. Em apenas alguns minutos, um bom briefing pode ser criado para dirigir a execução de um material e oferecer ao redator responsável recursos suficientes para criar um conteúdo de alta qualidade.

 

Com um bom briefing, vêm bons conteúdos

Como o próprio conceito da palavra deixa explícito, o briefing no marketing de conteúdo reúne as principais informações para a produção de um conteúdo ou material. Mesmo que o tamanho e teor do briefing mude de acordo com a empresa, uma coisa é certa: sem instruções básicas, o conteúdo não vai para frente.

 

O problema também aparece quando seu briefing de marketing de conteúdo não é produzido da maneira certa. Se este estiver desalinhado com a estratégia, o conteúdo também sairá desalinhado. A mesma coisa acontece com a persona: um conteúdo bem escrito mas focado em outra persona não é um conteúdo útil para a estratégia. Ainda mais quando falamos de conteúdo para geração de tráfego orgânico, que precisa trazer visitantes qualificados para o website.

 

Então, foca no briefing! O redator responsável precisa das informações corretas para direcionar o conteúdo. Afinal, um modelo de briefing de conteúdo claro e com todas as informações essenciais é capaz de diminuir o número de refações do conteúdo e ajudar o profissional a estimar o tempo de produção com mais exatidão.

 

 

Informações essenciais para criar um briefing de sucesso

Assim como o produtor de conteúdo precisa de instruções antes de iniciar a produção do material, é importante também que o briefing seja legível. Muito ajuda quem não atrapalha!

 

Por isso, nosso time recomenda que as informações do seu modelo de briefing sejam organizadas em categorias e colocadas em uma ordem lógica dentro do documento. Isso ajuda o produtor de conteúdo a ordenar suas ideias e produzir um conteúdo que atinja os objetivos de marketing.

 

Seguindo as melhores metodologias e boas práticas do marketing digital, as categorias que compõem um briefing de sucesso são:

 

  • Temática
  • Persona
  • Etapa da jornada
  • Demandas
  • Objeções
  • Palavras-chave
  • Referências
  • Artigos relacionados

 

Temática

Qual é o assunto principal do conteúdo? Definir a temática é essencial não só para estabelecer o tema que será abordado pelo redator, mas também organizar os materiais que você planeja criar dentro da sua estratégia e categorizá-los na estrutura do seu blog. Identificar o tópico principal também ajuda a fortalecer uma estratégia de Topic Clusters, onde conteúdos publicados seguem uma hierarquia e um esquema de links internos para melhorar o posicionamento do domínio sobre um determinado tema nos motores de busca.

 

Buyer persona

Para qual perfil de cliente esse material será produzido? O responsável pelo conteúdo precisa “entrar na pele” do potencial cliente para usar o tom de voz e abordagem mais adequados para incentivar a conversão. Sabe toda aquela história de conhecer as expectativas e necessidades dos clientes ao longo da jornada do cliente? Ela também se aplica no momento da produção do conteúdo.

 

Etapa da jornada

Com a buyer persona identificada, o redator já terá bons recursos para iniciar a produção do material. Deixar claro em qual momento da jornada o conteúdo será produzido também ajuda a determinar o tom de voz e abordagem do material: o leitor está na etapa de identificação do problema ou já busca uma solução? Ou então já realizou a compra e precisa extrair mais benefícios do produto? Seja qual for o tipo de jornada usada na sua estratégia de marketing de conteúdo, definir a etapa correspondente garante respostas à muitas perguntas que surgem na produção do material.

 

Demandas

Que tipo de problemas essa buyer persona possui e que sua solução pode ajudar a resolver? O potencial cliente precisa se identificar com o conteúdo para tomar alguma ação. A partir das demandas, o redator responsável saberá quais pontos explorar para chamar a atenção do leitor. Vale lembrar que as demandas representam algo que a persona já busca, então o conteudista tem a liberdade de usá-las ao longo de todo o conteúdo.

 

Objeções

Quais obstáculos e barreiras o potencial cliente encontra enquanto busca soluções para suas demandas? Depois de chamar a atenção por meio da empatia, o redator pode usar as objeções da persona para transmitir o real objetivo do conteúdo: ajudar o leitor. É o momento de mostrar porque o conteúdo será relevante para ajudá-la nessa missão. Não há dúvidas que um conteúdo que conversa diretamente com a buyer persona tem muito mais chances de converter do que um post genérico que não se identifica com o leitor.

 

Palavra-chave principal

É normal que estratégias de marketing de conteúdo com foco em geração de tráfego tenham um mapa de keywords ou planejamento estratégico de SEO. Uma dica importante é informar ao redator as palavras-chave que vão tornar o conteúdo visível nos motores de busca. Com elas em mãos, vai ser possível inseri-las ao longo do conteúdo de maneira orgânica, e não forçada. Sabe aqueles artigos onde a mesma frase se repete cinco vezes no mesmo parágrafo? Ninguém gosta daquilo.

 

Palavras-chave auxiliares

Além da palavra-chave principal, usar keywords que sejam de alguma forma relacionadas ao assunto do conteúdo também é uma ação valiosa para aumentar o tráfego qualificado e a visibilidade de um artigo online. Mais do que isso, ter um grupo de palavras-chave relacionadas também ajuda o redator a estruturar a maneira como os assuntos serão abordados e organizados dentro do conteúdo.

 

Referências

O responsável pela criação do briefing pode auxiliar o produtor do conteúdo com referências de outros materiais produzidos sobre o tema em questão. Isso ajuda a enriquecer, fundamentar e aprofundar as informações que serão abordadas, fazendo com que o conteúdo tenha ainda mais valor para o leitor e incentive uma possível conversão.

 

Artigos relacionados

Outro item interessante para ser adicionado ao seu briefing de marketing de conteúdo é uma pequena lista de artigos relacionados que já tenham sido publicados no seu site ou blog. A partir deles, o redator responsável poderá criar links internos que vão ajudar o leitor a navegar no material e descobrir mais conteúdo relevante. Os links internos são um importante fator de ranqueamento em SEO pois ajudam os motores de busca a identificar os tópicos chave e assuntos em que seu conteúdo é referência.

 

Modelo pronto: briefing de alta performance

Agora que você já sabe quais informações são importantes para construir um bom briefing de marketing de conteúdo, é hora de colocá-las no papel e aprimorar ainda mais seus materiais.

 

Quer uma ajudinha? Nosso time pensou nisso e criou um modelo de briefing pronto para você usar! Ele contém todos os campos citados nesse artigo, bem como alguns exemplos para você preencher de acordo com suas necessidades e processos internos. Acesse a página de download usando o botão abaixo:

 

[Modelo]

Briefing de Conteúdo de Alta Performance


 

Impulsione seu marketing de conteúdo com o briefing perfeito

Não é exagero dizer que a produção do briefing é decisivo para a qualidade de um artigo ou material no marketing de conteúdo. Mesmo que o artigo seja extremamente bem escrito e fácil de ler, a falta de foco na persona ou no momento de compra fará com que ele não traga os resultados adequados. Em alguns casos, pode falhar em gerar tráfego qualificado e diminuir as taxas de conversão. Nenhum negócio quer isso, não é mesmo?

 

Então arregace as mangas, faça o download do nosso modelo de briefing e invista mais tempo na etapa do planejamento: ela é fundamental para o sucesso do seu marketing de conteúdo!